× iCasei

Baixe o App do nosso casamento e busque: reinaldoealine

Baixar

Aline e Reinaldo

SEJAM BEM-VINDOS AO NOSSO SITE
Aline e Reinaldo

Nossa história

Como muitos sabem, nos conhecemos pela internet, quando a Aline tinha 17 e o Rei 18 anos. Hoje estamos com 25 e 26 (ou 26 e 27, se você estiver lendo isso no fim de setembro kkk). Foi bem surpreendente. Nos conhecemos pelo Skype em abril de 2009. Era um sábado à noite. Na época ela morava em Balneário Camboriú/SC e ele em Jundiaí/SP. O melhor amigo da Line, e também nosso padrinho (Ado Buerger), estava na casa dela e eles não tinham absolutamente nada pra fazer naquele dia. Não sei se vocês lembram/sabem, mas naquele tempo existia um modo no Skype chamado "skype me". Se deixasse esse modo ativado, você ficava visível para toda a rede e pessoas do mundo inteiro podiam te ligar. Foi então que a Line e o Ado começaram a ligar pra uma galera que estava no modo "skype me". Russos, europeus, americanos, orientais... Sem critérios. Quando cansaram de ficar ligando pros gringos, começaram a ligar pra brasileiros. Aí eles ligaram pro Rei. E o Rei foi um querido, entrou no papo pelo resto da noite.


Depois disso nós dois continuamos a conversar pela internet, mas nada demais. Estávamos felizes com a vida de adolescentes solteiros. Mas os meses foram passando e não teve muito jeito. O Rei era absurdamente legal e a Line super cativante. A gente se dava muito bem. Em alguns meses ela já conhecia virtualmente toda a família dele (principalmente a Thata, que torcia bastante pra Line virar cunhada dela). E aí, em novembro do mesmo ano, a gente se viu pessoalmente pela primeira vez em Curitiba/PR, na casa de um amigo cujo papel foi essencial nessa história toda (Pedro Mafra). Virou o dia do nosso aniversário de namoro: 28/11.


No comecinho de 2010, a Aline se mudou pra Curitiba pra fazer cursinho pré-vestibular. A distância diminuiu um pouquinho e ficou mais fácil pra gente se ver. Eram só 6 horinhas de ônibus ou uns 40 minutos de avião. A gente conseguia se ver todo mês. Às vezes um ia, às vezes o outro vinha. Às vezes na sexta de manhã a gente achava uma passagem mega barata pro mesmo dia à noite e do nada comprava, sem qualquer planejamento. Um final de semana qualquer virava um final de semana cheio de programações diferentes. Foi uma época boa. Namorar à distância não tão distante tem suas vantagens. É gostoso.


Foram várias conquistas juntos nesse meio-tempo. O Rei viu a Aline passar no vestibular de Direito da UFPR, conquistar a sua primeira vaga de estágio (e todas as outras subsequentes), se graduar sendo a oradora da sua turma, começar a correr atrás dos seus sonhos... Tornar-se uma mulher linda, guerreira e que não deixa de lutar por aquilo que considera correto. A Line viu o Rei andando de avião pela primeira vez, crescendo profissionalmente, fazendo o tão sonhado intercâmbio pra Dublin, mudando de cidade pra dar um fim naquela nossa distância... Tornar-se um homem incrivelmente admirável, batalhador e responsável. 


Quando o Rei voltou pro Brasil do intercâmbio, vimos que era hora de ficarmos juntos de verdade. Ele veio passar uns dias em Curitiba, acabou ficando uma semana, e não voltou mais pra Jundiaí. Foram 3 anos e meio à distância dentre os 6 anos de namoro e 2 de noivado. E agora, vamos nos casar!


O pedido de noivado veio no dia do aniversário da Line, em 2015, num restaurante lindo em Curitiba chamado Terrazza 40. Ela tinha acabado de voltar de uma viagem de duas semanas em Brasília. Acho que ele ficou com saudade e planejou tudo enquanto ela estava lá. RISOS.


Somos muito gratos por ter uma história tão bonita pra contar e por ter pessoas tão especiais como vocês pra compartilhar a continuação dela nesse dia tão esperado: 25 de novembro de 2017.